Dia do Motociclista… O que celebrar?!

Neste dia 27 de julho celebra-se, nacionalmente, o Dia do Motociclista. Porém, é difícil associar a data a algo diferente do que o grau de sinistralidade apresentado recentemente. Os dados estatísticos do Denatran revelam que, na média, 3/4 das indenizações do DPVAT são pagas a vítimas de acidentes envolvendo motocicletas. Ao ano, são mais de[…]
FacebookTwitterGoogle+WhatsAppCompartilhar

Um belo exemplo para o mundo

Muito se fala sobre as dificuldades que o setor público brasileiro tem de gerenciar adequadamente a política e a infraestrutura viária, dada a enorme extensão territorial e a diversidade cultural e geográfica do país. Porém como um belo contraexemplo de que sempre é possível avançar nessa matéria, a comunidade internacional tem elogiado a situação do[…]

As motos no centro da segurança viária

Nos últimos anos, apesar das motocicletas representarem perto de 25% da frota nacional, ao redor de 75% das indenizações pagas envolvem motociclistas, ainda que não necessariamente tenham sido eles os culpados pelo acidente. Os dados do DPVAT mostram, ainda mais, que a incidência de acidentes indenizados ocorreu no período do anoitecer, entre 17 e 20[…]

Um choque de hábitos ou de modernidade?!

O mundo está acompanhando um movimento internacional que tenta minimizar problemas de sinistralidade, trânsito congestionado, poluição causada pelos veículos e os impactos das mortes e acidentados na vida das famílias. No Brasil, principalmente em domingos e feriados, muitas cidades já proíbem a circulação de carros, devolvendo espaços para o lazer e entretenimento das pessoas. Porém,[…]

Um estimulo à utilização da bicicleta nos meios urbanos

A bicicleta é um meio de transporte capaz de promover a mobilidade entre dois pontos e ao mesmo tempo o desenvolvimento de actividade física ao seu utilizador. Para além disso, quantas mais forem os utilizadores da bicicleta que circulem nas ruas das aldeias, vilas e cidades, menores serão os automóveis. Se assim é, então estaremos[…]

Contagem a zero na sinistralidade rodoviária será possível ?

1 de Janeiro de 2016, primeiro dia de mais um ano que se deseja de melhorias na contabilidade da sinistralidade rodoviária em Portugal, na Europa e no Mundo. Mais um inicio na contagem estatística do que vai acontecendo por essas estradas fora. Mais um ano em que se espera que se consigam fortes melhoras legislativas[…]