Semana do trânsito mobiliza mutirão pela segurança viária

Lei seca

Para encerrar a Semana Nacional do Trânsito de 2017 e em comemoração ao Dia do Agente de Trânsito, foi realizada da noite de sexta-feira (22) até a madrugada deste sábado (23 de setembro), uma grande ação de fiscalização no trânsito envolvendo as operações Lei Seca de 17 estados do Brasil e a Polícia Rodoviária Federal (PRF). A mobilização, que abordou 17.206 motoristas, teve o objetivo de diminuir os índices de acidentes decorrentes da combinação álcool e direção.

Com um efetivo de 3.887 agentes – entre PMs, PRFs e agentes de trânsito – espalhados pelo Brasil foram abordados 17.169 veículos, realizados 12.454 testes com o etilômetro e lavrados 2.056 autos de infração. Ao todo, foram recolhidas 1.791 documentações (CNH e CRLV), 1.049 veículos foram removidos para depósito e 175 prisões foram efetuadas.

A ação foi uma iniciativa do Fórum Permanente das Operações Lei Seca, e realizou blitzes de fiscalização de trânsito e pontos de bloqueio em ruas e avenidas em pontos estratégicos em todo o Brasil. As Rodovias Federais tiveram operações realizadas pela PRF.

Para o coordenador da Operação Lei Seca do Estado do Rio de Janeiro, tenente-coronel Marco Andrade, esta grande mobilização teve também a finalidade de chamar a atenção da sociedade brasileira sobre os riscos de beber e dirigir, e, assim contribuir para a redução das perdas irreparáveis que decorrem dos acidentes de trânsito consequentes dessa mistura.

– Esta mobilização nacional ajudou a promover a conscientização dos motoristas para que todos juntos – poder público e sociedade -, numa soma de esforços, possamos reduzir os índices de violência no trânsito, que infelizmente ainda apresenta estatísticas negativas em todo o Brasil. – Reforçou o coordenador da Operação Lei Seca do Rio.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o trânsito mata 47 mil pessoas por ano no Brasil e deixa 400 mil com alguma sequela. Estes dados colocam o Brasil em 4º lugar no ranking de acidentes nas Américas, atrás da República Dominicana, Belize e Venezuela.

FacebookTwitterGoogle+WhatsAppCompartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *