Os carros autônomos estão prestes a chegar no mercado

Carros autônomos são veículos movidos sem a intervenção de um condutor, pois recebe dados enviados por radares e sensores que permitem a detecção de obstáculos na via, o caminha a ser seguido, a velocidade adequada e as condições do trânsito. Seu principal objetivo é que o motorista passe a ser um integrante do carro e não mais totalmente o principal responsável pela direção e, assim, poder utilizar o tempo em que estaria no volante para leitura, trabalho ou lazer.

Carros autônomos blogAtualmente, diversos recursos tecnológicos como freios ABS, comunicação inter-veicular e outros recursos, já automatizam processos específicos de um veículo, porém a decisão final de navegação ainda é do condutor humano. Isso faz com que os carros funcionem como um piloto automático que, quando está acionado, o carro dirige sozinho dentro de certos limites e sob determinadas regras, como o motorista ter de manter as mãos no volante, para mostrar que poderá reassumir o controle do carro a qualquer momento.

Ainda não existe no marcado um carro completamente autônomo, mas existe uma acirrada corrida entre as montadores para se descobrir quem será a primeira a comercializar esse tipo de veículo. Recentemente, enquanto todas as montadores ainda fazem cálculos e testam suas obras, o Google apresentou seu primeiro carro autônomo. Antes a empresa se limitava a adaptar carros existentes, especialmente o Toyota Prius e o Lexus RX450h.

O Google pretende construir mais 100 protótipos desses carros durante os próximos dois anos e espera testá-los ainda este ano nas ruas da Califórnia. Apesar disso, a empresa não quer se tornar uma montadora de automóveis: ao Re/code, o Google afirma que procura por parceiros que possam tornar o projeto uma realidade.

A maior dúvida em relação aos veículos autônomos é referente à sua segurança. As montadoras que estão com projetos do veículo dizem que a função dele é exatamente garantir mais segurança aos motoristas. Porém, alguns veículos apresentaram falhas em seus sistemas e outros até chegaram a se envolver em acidentes. As montadores justificam que ainda trabalham para minimizar qualquer chance de acidente e os autônomos serem de fato veículos ultra seguros.

FacebookTwitterGoogle+WhatsAppCompartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *