Como evitar pontos cegos?

retrovisor-blogOs pontos cegos são as áreas externas aos redores de um veículo que os espelhos não conseguem captar, impedindo a visibilidade do motorista. Esta situação pode causar acidentes durante ultrapassagens e conversões, já que o motorista não consegue identificar a presença de outro veículo em um determinado local.

Os espelhos são itens obrigatórios nos veículos brasileiros, mas eles têm variações de forma: reto, côncavo e convexo. Os espelhos retos têm menos visibilidade, porém mostram a imagem em tamanho real, o que permite uma melhor percepção da distância que se encontra um outro veículo. Então, é aconselhável a instalação de espelhos côncavos diminuir os pontos cegos. Os espelhos convexos, ampliam o campo de visão do condutor, mas os outros veículos se apresentam aparentemente mais distantes, o que pode causar dificuldade de percepção da distância exata de um corpo para outro.

Nos veículos mais bem equipados, constam espelhos extras, sensores de distância traseira e até câmeras externas para auxiliarem o motorista no dia a dia e principalmente na execução de uma manobra para evitar acidentes quando outro veículo está em algum ponto cego.

Os pontos cegos de um veículo grande podem ser amenizados se forem instalados espelhos extras, como os convexos colocados na parte superior do retrovisor normal (o popular “olho-de-boi”). No caso dos caminhões, há ainda os colocados sobre a porta lateral direita, diminuindo os pontos cegos próximos à roda dianteira.

Condutores de carros

O ajuste correto nos espelhos é o que vai determinar o quanto o motorista terá de visibilidade e quantos pontos cegos terá o carro. Então, deverá posicionar o espelho de tal lado em uma posição que só consiga ver o final da traseira do seu veículo. Para ajustar o espelho da direita, o motorista deve alinhar a cabeça com o centro do carro, no meio dos bancos da frente, posicionando o retrovisor de maneira que também só consiga ver o final do veículo. Por último, o espelho central interno deverá ser ajustado de modo que o condutor possa ver perfeitamente o centro do vidro traseiro. É essencial não ter objetos no banco de trás ou perto do vidro traseiro limitando a visão.

Motociclistas

Assim como nos carros, o piloto precisa está bastante atento à configuração dos retrovisores, pois a ação é decisiva para sua segurança. Também é necessária atenção aos retrovisores, porque qualquer movimento brusco pode tirá-los da posição. Sobre duas rodas, vale a mesma lógica dos carros: abra os espelhos para ampliar o campo de visão. Como a moto praticamente não aparece no retrovisor, o ponto de referência é o seu ombro. Apesar do corpo estar solto, não é aconselhável olhar para trás enquanto pilota uma moto, ainda que persistam os pontos cegos. Também não é recomendável mexer nos espelhos para poder passar nos corredores. Se há algum obstáculo, é preciso aguardar o trânsito liberar passagem, lembrando que só se deve trafegar em tais pontos quando o tráfego estiver parado.

Caminhoneiros e motoristas de ônibus

Por serem veículos maiores, podem atingir veículos menores pela facilidade deles entrarem em pontos cegos. Por isso, os condutores precisam realizar manobras e conversões com atenção redobrada e sinalizando com muita antecedência o que pretende fazer. O que influencia a visão lateral dos grandes veículos são o tamanho e a posição das áreas envidraçadas nas portas e nos retrovisores, assim com a quantidade de espelhos disponível no veículo.

FacebookTwitterGoogle+WhatsAppCompartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *