Disciplinas de educação no trânsito na grade curricular das escolas e universidades

Disciplinas de educação no trânsito na grade curricular das escolas e universidades

Imagem-Ilustrativa-300x207

 

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o Brasil apresenta taxa de 23,4 mortes no trânsito para cada 100 mil habitantes. O país tem o quarto pior desempenho do continente americano, o que pode levar o país a registrar, até 2030, 1 milhão de mortes nas estradas. Mas esta estimativa pode ser reduzida caso haja um plano nacional de inserção da disciplina de educação no trânsito nas escolas e nas universidades, como defendeu o tenente Coronel Israel Moura, professor de direito de transito e um dos maiores especialistas do assunto no país.

O especialista em direito de trânsito é a favor de punição severa para quem cometer morte no trânsito. Segundo Israel Moura, quem dirige alcoolizado ou sob o enfeito de substâncias químicas, assume o risco, conscientemente, de provocar alguma tragédia. Umas das principais vítimas da imprudência no trânsito da capital amazonense são os ciclistas, é o que aponta Paulo Aguiar, coordenador do Grupo Pedala Manaus.

O problema foi um dos diversos assuntos abordados durante o primeiro seminário de direito de trânsito e segurança pública aplicada ao trânsito, realizado no fim de semana em uma faculdade particular da capital. Além de direito de trânsito, também foram discutidos temas polêmicos, como vídeo monitoramento e o papel da perícia nos acidentes. O procurador chefe do Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização de Transito (Manaustrans), Maurício Miranda, acredita que com novas mudanças na legislação de trânsito, os índices de acidentes possam diminuir.

Fonte: http://www.redetiradentes.com.br/especialistas-defendem-aplicacao-da-disciplina-de-educacao-transito-na-grade-curricular-das-escolas-e-universidades/

FacebookTwitterGoogle+WhatsAppCompartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *