Como se lê a etiqueta do pneu europeu?

Em países da União Europeia, a etiqueta dos pneus é obrigatória desde 1º de novembro de 2012. Esse pedaço de papel colado no piso do pneu destaca as prestações em eficiência e segurança do produto, contribuindo assim com o consumidor em sua avaliação de escolha e compra de pneus. Numa fase inicial, que se prolonga até este ano de 2016, a análise envolve apenas três critérios: resistência ao rolamento, distância de travagem em piso molhado e nível de ruído exterior (em decibéis). Aqui vamos mostrar a aplicação da etiqueta e a melhor forma de interpretá-la.
Etiqueta-europeia-Pneus-2
Para começar, os melhores pneus são os que obtêm classificações de “A” a “C”, quer na resistência ao rolamento, quer na travagem. Abaixo da letra “E” posicionam-se pneus pouco recomendáveis (a letra “D” não será atribuída, precisamente para que a distância entre pneus de melhor e de pior qualidade seja mais bem percebida pelos consumidores). Ou seja, como a etiqueta tem de marcar presença em todos os pneus vendidos na Europa (exceto pneus para motos, recauchutados, off-road, competição e coleção), quer sejam produzidos em Portugal ou na China, a etiqueta vem colocar de sobreaviso quem compra pneus mais baratos.

Fonte: http://www.circulaseguro.pt/conducao-eficiente/le-etiqueta-do-pneu#more-9046

FacebookTwitterGoogle+WhatsAppCompartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *