O Global NCAP recomenda uso obrigatório do Controle Eletrônico de Estabilidade para todos os veículos novos comercializados no Brasil

bras

No evento de lançamento da nova Stop the Crash Partnership em Brasília, o Global NCAP motivou o governo brasileiro a exigir como obrigatório o sistema salva vidas antiderrapante de Controle Eletrônico de Estabilidade (ESC) para todos os veículos novos. Em 2014, o Brasil decidiu incluir os freios antibloqueio (ABS) como equipamento padrão, e o Global NCAP considera que deveria existir um requisito similar para o sistema ESC.

O sistema ESC é amplamente considerado como o desenvolvimento de segurança veicular mais importante desde o cinto de segurança. Nos Estados Unidos o sistema ESC é obrigatório desde 2012, e estima-se que já foram salvas mais de 6.000 vidas devido a esta tecnologia antibatida.

Além dos EUA, o sistema ESC é agora obrigatório na Austrália, no Canadá, na União Europeia, em Israel, no Japão, na Nova Zelândia, na Rússia, na Coreia do Sul, na Turquia e daqui a pouco o será na Argentina.

Em seu recente relatório sobre a situação mundial da Segurança Viária, a Organização Mundial da Saúde (OMS) manifestou sua preocupação em relação a que os fabricantes globais de veículos, a quem é exigida a instalação de sistemas ESC em países de altas rendas: “podem vender o mesmo modelo sem esta tecnologia salva vidas se o país não aplicar a normativa ESC”.

Para evitar a desespecificação de tecnologias de segurança, a OMS estabelece que o sistema ESC “deve ser obrigatório em todos os veículos”. Levando em conta que o sistema também é efetivo em veículos comerciais (tais como caminhões, ônibus e miniônibus), a OMS comenta que: “existe um enorme potencial salva vidas para esta tecnologia em toda a frota de veículos do mundo para ser aproveitada”.

Novas pesquisas solicitadas pelo Global NCAP divulgaram que poderiam ser salvas 34.000 vidas brasileiras, podendo ser evitadas 350.000 lesões graves em 2030, se a normativa de segurança veicular da ONU, incluindo os sistemas ESC, fosse adotada pela normativa nacional.

David Ward, Secretário Geral do Global NCAP e Presidente de Stop the Crash Partnership, estabeleceu:

“O ESC é uma tecnologia salva vidas fundamental que pode evitar batidas, que puderem ocorrer, em vez de proteger, apenas, a pessoa”.

“Nossa mais recente pesquisa mostra que seriam evitadas centenas de milhares de mortes e lesões graves no Brasil se fossem introduzidos os sistemas ESC e um pacote de normativas da ONU. Portanto, o Global NCAP recomenda que o governo brasileiro amplie sua decisão de 2014 de exigir freios ABS como obrigatórios e faça a mesma coisa com o sistema ESC”.

FacebookTwitterGoogle+WhatsAppCompartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *