Segurança rodoviária

Segurança rodoviária é incluída nas Metas de Desenvolvimento Sustentável



fa

Na primeira quinzena de Agosto de 2015, houve a divulgação do projeto que relaciona 17 metas de desenvolvimento sustentável (MDS). Essa informação tornou-se pública antes mesmo da sua apresentação oficial agendada para os Estados-Membros das Nações Unidas. Entre as metas, há dois importantes marcos relacionados à questão da mobilidade.

As MDS são um conjunto universal de premissas e indicadores que orientam os Estados-Membros da ONU para enquadrarem as suas agendas políticas ao longo dos próximos 15 anos. Essas metas estão alinhadas e ainda ampliam as metas de desenvolvimento do milénio (MDM), que foram aprovadas em 2000, e expiram ao final deste ano.

Nos pontos em que as MDM foram consideradas como sendo demasiado limitadas, as MDS são intencionalmente muito mais amplas e detalhadas. O objetivo principal das metas pós-2015 é o de também incluir o máximo de contribuição externa possível, levando a ONU a realizar o maior programa de pesquisa em sua história, de forma a conhecer a opinião pública sobre os temas envolvidos.

A par de um grupo de trabalho aberto, com representantes de 70 países, a ONU realizou uma série de conversações globais e lançou uma pesquisa online para que o público em geral pudesse priorizar as áreas que gostaria de ver abordadas nas metas. Entre estas áreas, um item específico foi incluído na meta de saúde para reduzir pela metade as mortes no trânsito rodoviário, até 2020. Como parte dessa conquista histórica para a comunidade global de segurança rodoviária, o transporte urbano sustentável nas cidades também foi alvo de uma meta em especial.

A redação final das duas metas em mobilidade ficou sendo a seguinte:

Meta 3:           Garantir a vida saudável e promover o bem-estar para todos em todas as idades:
Item 3.6 – Até 2020, reduzir pela metade o número global de mortes e lesões causadas por acidentes rodoviários.

Com isso, a segurança rodoviária ganha destaque ao lado de outras grandes prioridades, incluindo a mortalidade materna, a AIDS e a cobertura universal da saúde.

Meta 11:         Tornar cidades e assentamentos humanos seguros, flexíveis e sustentáveis:
Item 11.2 – Em 2030, haver o acesso a sistemas de transporte seguros, acessíveis e sustentáveis para todos, melhorarando a segurança rodoviária, nomeadamente através da expansão dos transportes públicos, com especial atenção para as necessidades das pessoas em situação de vulnerabilidade como mulheres, crianças, pessoas com deficiência e idosos.

Se os Estados-Membros concordarem com essa redação do projeto conjunto das 17 MDS, na próxima Assembléia Geral da ONU, elas passarão a ser aplicáveis a partir de Janeiro de 2016.

FacebookTwitterGoogle+WhatsAppCompartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *